Brasileiros podem ajudar Portugal no problema da redução demográfica.

Diante da diminuição populacional, o país europeu tem adotado medidas que favorecem brasileiros.

Portugal registrou uma queda da população que reside no país em 2018 e confirmou a tendência de envelhecimento demográfico, segundo divulgação recente do Instituto Nacional de Estatística (INE). Diante disso, o governo português tem tomado algumas medidas para solucionar o problema. Uma delas é a flexibilização da legislação com o objetivo de atrair para imigrantes, com a concessão de vistos consulares para empreendedores, profissionais de tecnologia e aposentados.

Outra medida adotada é a possibilidade milhares de descendentes de portugueses solicitarem a restauração da sua cidadania lusitana, como forma de reparação histórica. Desde 2015 a legislação do país, por meio do Decreto-Lei 30-A/2015, passou a conceder a nacionalidade portuguesa, por atribuição, a quem comprova descendência com portugueses.

Os dados do Ministério da Justiça fornecidos ao Público mostram uma média mensal de pedidos no primeiro semestre deste ano na ordem dos 15 mil. No ano passado, entre janeiro e julho a média mensal ficou-se pelos 12.403, ou seja, a subida verificada foi de 21%. A maior parte dos pedidos chega do Brasil e da Venezuela.

Os números são justificados pelas mudanças na lei que facilitaram o acesso à nova lei da nacionalidade e pela instabilidade política em alguns países.

Portugal nunca teve tantos residentes estrangeiros. É o que garante o Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo (RIFA) do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) do país. A concessão de autorizações de residência também teve um aumento significativo (51,7%), com 93.154 novos títulos emitidos, segundo o mesmo relatório.

Com ainda mais brasileiros, boa parte dos quais em idade de ter filhos e de integrar a população activa (208 mil dos actuais imigrantes têm entre 24 e 44 anos), distribuídos por todo o território (o distrito de Portalegre é excepção), o país terá sem dúvida uma expectativa bem mais positiva para o seu futuro.

Contratar um profissional é a opção mais segura e transparente para iniciar o seu processo de cidadania. Mas, antes é importante se certificar da viabilidade do seu caso. Você pode fazer isso respondendo ao nosso formulário de pré-análise.

Fonte: https://www.publico.pt/2019/06/29/sociedade/editorial/ha-imigrantes-bom-pais-1878116

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email